Tel/Fax: 55 11 3288 1271 - TEL: 55 11 3288 5902

No Brasil existem dois tipos de traduções escritas: simples e juramentadas.

Tradução Simples
As traduções simples são aquelas feitas em papel comum por qualquer pessoa que seja versada nos dois idiomas envolvidos na tradução e com experiência e competência para traduzir um documento de um idioma para outro e se destinam a qualquer finalidade que não exija especificamente uma tradução juramentada.

Tradução Juramentada
As traduções juramentadas são aquelas executadas por tradutores aprovados em concurso público organizado pelas Juntas Comerciais dos vários estados da federação do Brasil, são apresentadas em papel timbrado específico e assinadas pelo tradutor juramentado responsável pela sua realização e têm fé pública, sendo destinadas principalmente para fazer parte de algum processo judicial e administrativo.

TRADUÇÃO

Tradução Juramentada

É aquela realizada por um tradutor público e intérprete comercial (popularmente conhecido como juramentado) admitido por concurso público. Trata-se de um cargo vitalício e o tradutor responde civil e criminalmente pelas suas traduções.
A tradução juramentada difere da tradução não-juramentada ou simples no sentido de que ela é exigida para documentos que precisam de reconhecimento legal (diplomas, passaportes, históricos escolares, certidões de nascimento, casamento e óbito, inventários, contratos, petições, documentos jurídicos etc.).
A tradução juramentada exige que o documento original seja enviado pelo cliente fisicamente para o tradutor, documento esse que deverá ser posteriormente carimbado no verso e conter o número da tradução correspondente.
O texto traduzido é apresentado em papel timbrado e carimbado com a chancela do tradutor, e o teor da tradução é passível de ser contestado em juízo.

O tradutor juramentado possui fé pública e a sua tradução é reconhecida em qualquer lugar do Brasil ou do exterior. O ofício de Tradutor Público e Intérprete Comercial é regulamentado pelo Decreto Federal No. 13.609 datado de 21/10/1943.
Os tradutores públicos são fiscalizados pelas Juntas Comerciais dos Estados (JUCESP, no caso de São Paulo) e devem seguir a tabela de emolumentos fixada pela própria Junta Comercial relevante.

Tradução de Documentos Bicolunados

Alguns documentos estrangeiros são redigidos em dois idiomas, em duas colunas apostas lado a lado. A dúvida que sempre surge é se este documento bicolunado dispensa a tradução por um tradutor juramentado, uma vez que está redigido na língua estrangeira e também no vernáculo.
A orientação geral, objeto inclusive de discussão na ATPIESP (Associação dos Tradutores Públicos do Estado de São Paulo), é que para poder ter validade e aceitação em juízo e nos órgãos governamentais, ele deve ser traduzido por um tradutor juramentado. Nesse caso o tradutor deve especificar no corpo da tradução o idioma no qual se baseou para fazer a tradução, exemplificando, “a tradução foi baseada no texto redigido no idioma inglês ou francês ou seja lá qual for o documento-fonte”.

Tradução Juramentada Autêntica

Para que a tradução tenha autenticidade, ela deve ter todas as suas páginas rubricadas e assinadas ao final com caneta azul, para evitar falsificação. Ela também poderá conter, porém não é obrigatório, um selo dourado e/ou um selo em alto-relevo.

Número de Vias

O tradutor juramentado poderá emitir qualquer número de cópias solicitadas pelo cliente, no ato da tradução ou posteriormente. Todas elas são consideradas como originais.
Todavia, como cada cópia extra custa 20% do valor da tradução (se entregue no ato da conclusão da tradução) ou 50% do valor da tradução (se fornecida posteriormente), o cliente, se preferir, por questões de custo e desde que aceitável para os fins pretendidos, poderá tirar cópias autenticadas da referida tradução.

Cópias Fornecidas a Posteriori

O cliente poderá pedir uma cópia da tradução a qualquer tempo, mesmo que 20 ou 30 anos após a sua execução. O tradutor, que mantém uma cópia de todas as traduções encadernadas e também em meio eletrônico, deverá providenciar esta cópia, pois é este  um direito do cliente.
Recomenda-se sempre que o cliente anote o número e data das suas traduções para facilitar a sua localização, caso venha pedir uma cópia no futuro próximo ou distante.

Tipos de Tradução Juramentada

Qualquer documento poderá ser objeto de tradução juramentada, desde que necessário ou importante para provar um direito ou uma tese.
Assim sendo, poderá ser feita a tradução juramentada até mesmo de uma página do facebook. Nesse caso o cliente deverá dirigir-se a um cartório e solicitar uma ata notarial confirmando a data e o horário da postagem. De posse deste documento, o cliente então poderá solicitar uma tradução desta ata notarial.

Preço da Tradução Juramentada

A tradução juramentada é cobrada por laudas (cada lauda corresponde a 1000 caracteres sem espaço), de acordo com a Tabela publicada periodicamente pela Junta Comercial do Estado.  Assim sendo, todos os tradutores deveriam cobrar o mesmo valor, com pequenas diferenças possivelmente em razão do cálculo de laudas.
Fique atento se houver uma diferença gritante de cotação de preço, vale a pena averiguar a causa da discrepância, pois profissionais sérios e idôneos deveriam seguir a tabela.

Tradutor AD HOC

Na falta ou impedimento de tradutores para determinados idiomas, geralmente os mais raros, a Junta Comercial poderá, mediante requerimento formal a ela dirigido, nomear um tradutor para atuar em casos específicos.